Em uma atividade do Projeto Pão da Vida, alunos e professores do Instituto São José protagonizaram um dia especial visitando o Colégio Piedade, no Lago Sul. O colégio é uma das obras sociais da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade e integra a também Rede Piedade de Educação.


A ação foi a culminância de uma campanha que contou com a participação das famílias e dos alunos do 6º ano do São José Max arrecadando mantimentos para organizarem cestas básicas que foram entregues às famílias assistidas pelo Colégio Piedade. No dia da visita, os estudantes do 7º ano, com a supervisão do professor de Ensino Religioso Valdemir Henz, em um momento de interação e comunhão, cantaram, coloriram e conheceram os símbolos da Páscoa além de compartilharem o lanche com as crianças. "O momento da partilha do lanche foi muito lindo pois, nesta época de Páscoa, nos fez lembrar a Santa Ceia. Além disso, jovens prepararam e entregaram uma lembrança de Páscoa para as crianças e puderam vivenciar o verdadeiro espírito de solidariedade da Páscoa!", comentou o professor.

Também acompanharam a atividade, a diretora, Irmã Ribamar, a coordenadora, Viviane, e a vice-diretora, Edileuza. No Instituto São José, Páscoa é dizer sim ao amor e à vida. É investir na fraternidade, é lutar por um mundo melhor vivenciando a solidariedade na prática.

Celebração pelo avanço do processo de Beatificação de Irmã Benigna e Monsenhor Domingos é destaque do 12° CIANSP Notícias






Em sua décima-segunda edição, o CIANSP Notícias, informativo da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Piedade, traz como principal destaque as celebrações pelos avanços nos processos de Beatificação de Irmã Benigna e Monsenhor Domingos, ocorridas em Caeté-MG. O evento contou com a presença da Arquidiocese de Belo Horizonte, das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, dos Colégios da Rede Piedade de Educação e da Associação dos Amigos de Irmã Benigna, além de várias autoridades mineiras como o prefeito da cidade de Congonhas e o vice-prefeito da cidade de Caeté, que acompanharam a celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Além deste, outro evento também foi destacado pelo informativo: o Encontro para a Causa dos Santos, ocorrido pela primeira vez após o início da pandemia do coronavírus.


Na sequência, o CIANSP Notícias também traz reportagens temáticas sobre a Missão das Irmãs em Angola e sobre a Campanha da Fraternidade 2022, abordando o período da Quaresma. Para finalizar, a psicóloga e professora, Betânia Diniz Gonçalves, promove uma valiosa reflexão sobre os desafios do "crescer" dos filhos e o papel dos pais nos momentos mais decisivos, fazendo analogias com esportes radicais, como o surf.


O informativo da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, organizado por Irmã Juliana Pereira dos Santos, idealizado por Madre Teresa Cristina Leite e assessorado pela Zele Comunicação, tem periodicidade mensal e representa um elo de comunicação entre as religiosas e os públicos impactados pela Congregação.


Com o objetivo de disseminar ao máximo as notícias da CIANSP, o informativo é criado em formato PDF e é livre para download e pode ser repassado por meio de WhatsApp, email etc. Clique aqui para baixá-lo!



Um sábado iluminado! Assim, começando cedo, com a chegada dos primeiros ônibus, o Recanto Monsenhor Domingos, em Caeté/MG, acolheu mais de 600 fiéis para acompanhar a Missa de Ação de Graças pelo encerramento da fase diocesana do processo de beatificação de Monsenhor Domingos e pela concessão do título de Venerável à Irmã Benigna.


Benigna e Domingos estão cada vez mais próximos da honra dos altares: este foi o motivo da alegria contagiante de cada um que chegava para a celebração que foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Afinal, há poucos dias, em 18 de fevereiro, o Papa Francisco reconheceu as virtudes heroicas da futura santa mineira: Venerável Benigna.

A comemoração tomou conta da manhã que antecedeu a Santa Missa com a distribuição de santinhos, bandeirinhas e a presença da personagem infantil Benigninha, em alusão aos valores e ao exemplo de vida da Venerável Benigna. Em um clima de muita fé, esperança e alegria, as pessoas vindas de MG, RJ, DF e outros estados lotaram o Espaço São José, onde a Missa foi celebrada.

Convidados marcaram a presença da Arquidiocese de Belo Horizonte, das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, dos Colégios da Rede Piedade de Educação e da Associação dos Amigos de Irmã Benigna além de várias autoridades mineiras como o prefeito da cidade de Congonhas e o vice-prefeito da cidade de Caeté.

Antes da missa, um momento solene centralizou as atenções de todos: o selamento, feito por Dr. Paolo Vilotta, postulador para as Causas dos Santos, órgão do Vaticano responsável por canonizações, para o envio ao Vaticano, da urna com a documentação que marca o encerramento do processo diocesano de Beatificação de Monsenhor Domingos.


Dom Walmor Oliveira de Azevedo, em sua homilia, ressaltou a importância de observarmos a vida e as virtudes de Monsenhor Domingos e Irmã Benigna como exemplo de vida cristã. “Celebrar hoje é acender uma luz de esperança, é iluminar nossos corações com uma resposta que não se encontra no desamor, no ódio, na injustiça, na indiferença, na disputa. É uma luz que se acende para que todos nós, neste caminho quaresmal, nos convençamos: é hora de um novo estilo de vida, é hora de abertura de corações, é hora de darmo-nos as mãos, é hora de escancarar os corações nossos ao amor de nosso Deus”, proferiu Dom Walmor.


Madre Teresa Cristina Leite, em seu discurso, trouxe detalhes da trajetória de vida dos homenageados pontuando-os também com as obras atuais da Congregação no Brasil e na Angola, na África. Encerrando sua fala, chamou o grupo folclórico de congado de Caeté para uma apresentação cultural e concluiu: “Esta é a alegria de Monsenhor Domingos e Irmã Benigna, que vem da simplicidade do povo, da fé santa e sagrada. O canto de Nossa Senhora cantado por aquelas mulheres negras, que inspiraram a vocação de Domingos, também ecoa hoje na África, onde abrimos uma comunidade religiosa. Quando chegamos lá, as mulheres nos receberam cantando. Em um dialeto local, entoavam ‘eu vi o olhar de Deus e Deus olhou pra mim’. O olhar de Deus está nas pessoas, no que há de mais sagrado que é a salvação da humanidade. E, como dizia Irmã Benigna: Jesus tem pressa!”.


O grupo folclórico de congado de Caeté alegrou e movimentou o final da Missa com seus cânticos e danças tradicionais. Ao terminar o desfile na parte interna do Espaço São José, o grupo fez, na parte externa, sua apresentação de despedida após o desfile da Banda Marcial da cidade de Caeté. O céu azul e iluminado fortalecia o brilho das cores das apresentações em uma vibração uníssona com todos os presentes. Era como se Irmã Benigna, ao lado de Monsenhor Domingos, nos sorrisse feliz ao ouvir a música e a festa de seu povo. Afinal, a música guiou a inspiração vocacional de Domingos e a música também muito guiou Irmã Benigna em sua trajetória.


Os presentes aproveitaram a tarde de sábado para conhecer os dois Memoriais destinados aos futuros santos e também para orar junto aos restos mortais de ambos que ficam nos sarcófagos anexos à Igreja do Recanto Monsenhor Domingos.


Veículos da mídia televisiva, impressa e digital estiveram presentes dando ampla cobertura e notoriedade à celebração desta nova etapa rumo à santidade dos dois brasileiros de Minas Gerais que, muito em breve, terão a honra de estarem nos altares dando a certeza de que a santidade pode ser buscada diariamente em nossa vida com ações de empatia, ânimo e muita coragem.


Fotos e cobertura: Zele Comunicação


Presença do evento na mídia

Matéria no G1

Matéria na TV Globo

Matéria na Rádio Itatiaia

Matéria no O Tempo

Matéria na ACI Imprensa

Matéria na Prefeitura de Caeté

Link para assistir à Missa





Posts Recentes